Intro

Bem vindo ao blog Cuiqueiros, um espaço exclusivamente dedicado à cuica – instrumento musical pertencente à família dos tambores de fricção – e aos seus instrumentistas, os cuiqueiros. Sua criação e manutenção são fruto da curiosidade pessoal do músico e pesquisador Paulinho Bicolor a respeito do universo “cuiquístico” em seus mais variados aspectos. A proposta é debater sobre temas de contexto histórico, técnico e musical, e também sobre as peculiaridades deste instrumento tão característico da música brasileira e do samba, em especial. Basicamente através de textos, vídeos e músicas, pretende-se contribuir para que a cuica seja cada vez mais conhecida e admirada em todo o mundo, revelando sua graça, magia, beleza e mistério.

(To best view this blog use the Google Chrome browser)

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Ritmistas explicam o segredo do sorriso do cuiqueiro

Matéria de Romulo Tesi, recentemente publicada no Portal da Band, investiga o "meme da cuíca", que se espalhou pelas redes sociais a partir de um tweet.

Integrantes do Império de Casa Verde comentam meme da Internet

Magrão, cuiqueiro do Império de Casa Verde (Foto: Romulo Tesi / Portal da Band)

Nos últimos dias, circulou pelas redes sociais uma brincadeira em que um usuário do Twitter decretava: "Dinheiro não traz felicidade. O que traz felicidade é tocar cuíca. Nunca vi ninguém tocando cuíca irritado". A brincadeira virou meme e viralizou na web. Mas será que ela reflete a verdade sobre o humor dos cuiqueiros? Nós decidimos perguntar aos próprios.

"É isso mesmo! O cuiqueiro está sempre feliz, e não só quando aparece uma câmera. A cuíca é um instrumento diferenciado, ela é mágica, por isso quem toca tem todo esse carisma", garante Roberto, o Magrão do Império de Casa Verde, um dos personagens do meme.

"Queria até agradecer ao menino que fez. Parece que saiu até no stories da Cléo Pires", comemora.


Companheiro de bateria de Magrão, Caio concorda, mas tem outra explicação. "É por causa da energia que sai do instrumento e entra na alma da gente", diz.

Já Alexandre explica que o cuiqueiro pode até estar triste, mas tudo muda quando pega no instrumento.

"A partir do momento que eu pego na cuíca, esqueço todos os problemas e só penso em alegria. O curioso é que ela é chorona, mas faz sorrir", filosofa.

Os ritmistas Alexandre e Caio (Foto: Romulo Tesi / Portal da Band)
.

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Disco 4 - Sambas-de-enredo do Grupo 2A (1980)


Dando continuidade às postagens que trazem cuiqueiros em capas de discos, apresentamos o LP dos sambas de enredo das escolas de samba do Grupo 2A, atual Grupo B, de 1980. A capa traz a foto do naipe de cuícas da Unidos de Bangu. Obviamente, como o desfile de 1980 ainda não havia ocorrido, a foto é de 1979, quando a agremiação apresentou o enredo “Brasil, batucai vossos pandeiros”.

Continue lendo AQUI