Intro

Bem vindo ao blog Cuiqueiros, um espaço exclusivamente dedicado à cuica – instrumento musical pertencente à família dos tambores de fricção – e aos seus instrumentistas, os cuiqueiros. Sua criação e manutenção são fruto da curiosidade pessoal do músico e pesquisador Paulinho Bicolor a respeito do universo “cuiquístico” em seus mais variados aspectos. A proposta é debater sobre temas de contexto histórico, técnico e musical, e também sobre as peculiaridades deste instrumento tão característico da música brasileira e do samba, em especial. Basicamente através de textos, vídeos e músicas, pretende-se contribuir para que a cuica seja cada vez mais conhecida e admirada em todo o mundo, revelando sua graça, magia, beleza e mistério.

(To best view this blog use the Google Chrome browser)

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Vídeo 21 - Tiê [Dona Ivone Lara]

Desde que criei esse blog, em 2010, venho buscando constantemente por novos conteúdos para as postagens e o acervo que consegui reunir ao longo desse tempo, contanto inclusive com importantes colaborações de amigos, contém um vasto material que ainda aguarda a vez de ser publicado. É o caso deste vídeo que apresento hoje, sobre o qual tomei conhecimento já faz algum tempo, depois de ler o belo trabalho do amigo Vinícius Barros dedicado ao grande Mestre Marçal.

Além de ser um dos raros registros em vídeo do Mestre Marçal tocando cuíca, a importância desse documento também se justifica por talvez ser o único registro audiovisual, atualmente disponível na Internet, onde vemos em ação o famoso trio formado por Luna, Marçal e Elizeu (o primeiro tocando surdo e o último, tamborim). As participações de Jorginho do Pandeiro e de Osmar do Cavaco também engrandecem muito a importância desse vídeo, mas o que realmente faz extrapolar sua preciosidade é a presença de Dona Ivone Lara.



Dona Ivone faleceu há poucos dias e certamente foi ocupar seu lugar no panteão dos seres iluminados, pois mesmo aqui, no plano dos mortais, sua representação no mundo do samba sempre fez com que todos a reverenciassem como uma Deusa. Essa postagem é dedicada a ela como uma singela homenagem em prova de eterna gratidão por ter dedicado tanto tempo dos seus 97 anos de vida às suas lindas melodias. Pra quem quiser conhecer mais sua história, imensa na longevidade e no legado, que vai muito além de sua atuação como sambista, recomendo o livro Nasci para sonhar e cantar, de Mila Burns, onde há mais esse belo registro fotográfico de Dona Ivone ao lado de outro cuiqueiro, infelizmente não identificado.

  
Nos discos da Dona Ivone há várias gravações de cuíca interessantes. Preparei essa playlist dos álbuns completos que encontrei no YouTube. Com cuíca ou sem cuíca, da Dona Ivone vale escutar tudo!
.